APRESENTAÇÃO PROJETO INTEGRADOR

Já postamos aqui sobre o projeto integrador. Está no post intitulado: Abordagem Interdisciplinar para o desenvolvimento de Websites (você pode ir no campo “Pesquisar” que fica no lado direito do Blog e digitar o nome do post que será encaminhado para lá).

As apresentações dos projetos, desenvolvidos pelos alunos do 4º ano do ensino médio integrado em Informática, aconteceram em dezembro de 2019, e foi muito interessante ver como os alunos fazem as conexões de vários componentes curriculares!

Produções curriculares!

Sponsored Post Learn from the experts: Create a successful blog with our brand new courseThe WordPress.com Blog

WordPress.com is excited to announce our newest offering: a course just for beginning bloggers where you’ll learn everything you need to know about blogging from the most trusted experts in the industry. We have helped millions of blogs get up and running, we know what works, and we want you to to know everything we know. This course provides all the fundamental skills and inspiration you need to get your blog started, an interactive community forum, and content updated annually.

INTERNATIONAL FAIR

Discentes do ensino médio integrado produziram durante as aulas de Inglês e apresentaram no pátio central da instituição, vários assuntos relacionadas à cultura e história de outros países.

Essa atividade englobou temáticas como educação, saúde, segurança, música e culinária estrangeira. Houve participação efetiva dos alunos, muito envolvimento e interação com a comunidade escolar utilizando o idioma inglês como forma de comunicação.

As apresentações foram realizadas no dia 06 de dezembro de 2019, organizadas pelos alunos e pela professora Claudia Benevenute. Foi lúdico e descontraído!

X JACITEC

A Jornada Acadêmica de Ciência, Tecnologia e Cultura (Jacitec) aconteceu pela décima vez na semana do dia 21 a 25 de outubro de 2019, com o tema Bioeconomia: Diversidade e Riqueza para o Desenvolvimento Sustentável. O evento de caráter técnico-científico-cultural tem o objetivo de divulgar à comunidade interna e externa, as atividades de integração ensino, pesquisa e extensão dos diferentes cursos e programas do campus.

O ensino médio integrado está sempre presente nesse evento, trocando saberes com outros estudantes dos outros cursos da instituição.

As atividades do evento (oficinas, amostras tecnológicas, palestras, entre outras) aconteceram em vários espaços do campus Cachoeiro de Itapemirim (salas de aula, auditório, laboratórios, ginásio poliesportivo e pátio central) durante os três turnos.

Abordagem Interdisciplinar para o desenvolvimento de Websites

Visando integrar os conhecimentos produzidos pelas disciplinas do 4º ano do ensino médio integrado em Informática, os professores de Programação para a Web e Aplicativos Gráficos apresentaram aos alunos uma nova metodologia de aprendizagem e avaliação para motivá-los durante o ano letivo de 2016. Os alunos, além de associarem os conhecimentos específicos das referidas disciplinas, participaram mais efetivamente do desenvolvimentos das aulas.

Em 2017 essa abordagem metodológica interdisciplinar agregou também a disciplina Projeto Integrador.

O envolvimento dos alunos com a proposta pedagógica foi tão positivo que em 2018 mais disciplinas se envolveram: Empreendedorismo e Redes.

Agora em 2019 o Projeto Interdisciplinar está ainda mais amplo, contemplando disciplinas da área comum: Ética e Legislação, Filosofia, Sociologia, Geografia, Língua Portuguesa e Artes, além das disciplinas da área técnica: Programação para a Web, Aplicativos Gráficos, Projeto Integrador, Empreendedorismo e Redes. Os alunos desenvolvem “produtos”, que são websites, articulando seus entendimentos e os conhecimentos das disciplinas envolvidas. Os sites são variados, envolvendo soluções para problemas da sociedade, percebidos pelos próprios alunos.

Os alunos apresentam seus “produtos” – sites – em 2 momentos: primeiro na Jacitec (Jornada Acadêmica de Ciência, Tecnologia e Cultura) e posteriormente para a direção geral, direção de ensino, coordenação pedagógica e demais alunos.

A ideia é que essa abordagem metodológica interdisciplinar articule várias disciplinas, possibilite o protagonismo dos alunos na criação dos “produtos” e ofereça soluções mais robustas e com impactos socialmente úteis para a comunidade local. É de fato um Projeto Integrado.

Feira dos 7 Pecados

Os alunos dos 1º anos, de Info e Eletro, produziram a Feira dos 7 Pecados Capitais, após contextualização, leituras e pesquisas sobre o conteúdo, orientadas e aguçadas pelo professor de História José Pontes Schayder.

A dinâmica da Feira contou com alunos relatores e auxiliares de cada um dos 7 pecados. Eles tinham um tempo marcado pelo cronometrista, também aluno, para expor sobre o pecado que estavam representando: a origem, significado e suas manifestações nos dias atuais. Tiveram tempo para apresentar todos os integrantes dos grupos e explicar suas caracterizações. E ainda um terceiro momento com debate entre eles sobre pontos específicos levantados pelo professor.

Os alunos pesquisaram sobre o assunto, assistiram ao filme Seven e se prepararam para a Feira. Debateram em seus grupos, planejaram um discurso, escolheram a caracterização para o pecado representado. Foi uma produção muito bacana! Eles estão de parabéns!

Profº Schayder

Os 7 Pecados Capitais: GULA, IRA, PREGUIÇA, VAIDADE, COBIÇA/AVAREZA, LUXÚRIA, INVEJA

Essa atividade nos estimulou a pesquisar, a ler mais sobre o assunto, a exercitar nosso senso crítico.

Aluno do 1º ano Info

A gente tem que se posicionar, dar nossa opinião, mas também saber ouvir a opinião dos outros.

Aluna do 1º ano Info

O professor deixa a gente á vontade para falar e agir, ao mesmo tempo que estimula nossa reflexão e nossa oratória.

Aluna do 1º ano Eletro

Essa atividade foi muito legal. Nos fez estudar mais, estimulou nossa reflexão, oratória e a defender nossa opinião argumentando.

Aluno do 1º ano Eletro

Robótica

Os alunos do ensino médio integrado do campus participaram da OBR 2019 com 2 equipes na modalidade prática. A OBR (Olimpíada Brasileira de Robótica) é uma das olimpíadas científicas brasileiras que utiliza a Robótica como tema. Tem o objetivo de estimular os jovens às carreiras científico-tecnológicas, identificar jovens talentosos e promover debates e atualizações no processo de ensino-aprendizagem brasileiro.

É destinada a todos os estudantes de qualquer escola pública ou privada do ensino fundamental, médio ou técnico em todo o território nacional, e é uma iniciativa pública, gratuita e sem fins lucrativos.

Os alunos podem participar dessa Olimpíada em duas modalidades: Prática e Teórica, que procuram adequar-se tanto ao público que nunca viu robótica quanto ao público de escolas que já têm contato com a robótica educacional. As atividades acontecem através competições práticas (com robôs) e provas teóricas em todo o Brasil, nas etapas regional, nacional e internacional.

As duas equipes do Ifes campus Cachoeiro são:

NOBOX, cujo instagran é @nobox_ifes. É formada pelos alunos Agda da Silva (2ºano Eletro), Emerson Boone, Gabriela Belmock, Guilherme Emanuel (2 º ano Info)

E a Kbotic cuja página no face é @equipe.kbotic, formada pelos alunos Renan Poggian e Letícia Bossato (4º ano Info), Daniel Roveta (4º Eletro).

As equipes criaram um robô (em forma de carro) que pudesse percorrer por um ambiente de desastre (simulação), de forma autônoma, baseado nos códigos desenvolvidos pelos alunos. A montagem do robô também foi feita pelos alunos!

Teve participação de alguns alunos da graduação na equipe de apoio, dos cursos de Graduação em Sistemas de Informação, Engenharia Mecânica, Técnico em Eletromecânica Noturno (Joana Rozaes, Otávio, Eduardo Sampaio, Douglas Gusson, Leandro, Jonathan).

A etapa regional aconteceu dia 10 de agosto de 2019 em Vitória. Os alunos foram acompanhados pelos professores Bruno Missi e Júlio Cezar Madureira. A etapa nacional acontecerá no Rio Grande do Sul, entre os dias 22 e 26 de outubro do mesmo ano, mas só participam desta o primeiro colocado de cada regional. E a etapa internacional, a Robocup, será em Sydney, na Austrália.

Dogs no Ifes

Não há quem já não tenha visto alguns cachorros no campus Cachoeiro. Não se sabe desde quando eles escolheram a instituição para frequentar. Mas o convívio diário com os cachorrinhos, visivelmente famintos e sem cuidados, incomodava muitos estudantes, dentre eles a aluna do 3º ano do ensino médio integrado em Eletro.

Percebendo que algo deveria ser feito em prol daqueles cachorros, resolveu tomar a iniciativa, juntar alguns amigos e mudar aquela realidade.

A ideia inicial era algo pequeno, algo simples. Criar um instagran para as pessoas que quisessem ajudar saber como. Era para trazer um pouco de ração de casa mesmo, quem tivesse.

Isabela Caneva – 3º ano de Eletro

Depois perceberam que dos 3 cachorros, uma era fêmea e estava prenha. O grupo de amigos procurou saber onde estavam os filhotes e descobriram, junto com os profissionais da guarita, que foram comidos pela mãe. Isabela acompanhou a cachorra para que tal fato não acontecesse novamente. E achou os novos filhotes nos arredores do campus, em área de mato, trocando-os de lugar pois estavam pegando chuva e sentindo frio.

Restabeleceram a saúde da cachorra, mas por não conseguir amamentar muito, os jovens iam até os filhotes várias vezes ao dia para dar leite e ração. Até conseguir doá-los. Toda a ajuda através do insta @ifog_ci, que tem atualmente 16 voluntários.

Muita gente queria ajudar, mas não sabia como. O insta foi o encontro dessas pessoas. Estudantes do ensino médio, do ensino superior, do técnico noturno, ex-alunos do Ifes até pessoas de fora do Ifes. Eu sou muita grata a todos, por terem abraçado a ideia e ajudado os cachorros! Eles não fazem mal a ninguém e são carinhosos. Espero que todos continuem ajudando, eles precisam de amparo!

Isabela Caneva – 3º ano de Eletro

A escola propicia o desenvolvimento das potencialidades individuais ao mesmo tempo que o fortalecimento da coletividade, da relação com o outro, das novas possibilidades de ser e de atuar na sociedade.

Assim, os conhecimentos da vida não ficam subjugados aos conhecimentos científicos. Cada sujeito pode criar infindáveis saberes, pois estão imersos em redes de subjetividades, culturas, valores, em múltiplos contextos, produzindo ações, práticas e sentidos variados nos cotidianos.

Reformas de carteiras escolares

Os professores Elias Dantas e Nilson Alves da Silva perceberam que havia um déficit de carteiras escolares no campus ao mesmo tempo em que haviam muitas delas danificadas, armazenadas em um espaço na instituição.

Com o objetivo de tornar a aprendizagem da disciplina acadêmica Fabricação Mecânica significativa e emancipatória para os alunos e útil para a sociedade, os professores citados envolveram os alunos do 4º ano de Eletro (de 2018) num projeto de reformas das carteiras, integrando aquela disciplina com Matemática e com Legislação e Ética.

Os alunos participaram ativamente de todo o processo de recuperação, desde o diagnóstico das carteiras quebradas, do conserto propriamente dito, fizeram registros manuais, registros fotográficos até um relatório final, justificando a importância do projeto. Foram recuperadas 350 carteiras escolares!

O projeto, inicialmente chamado de “Projeto de Ação Complementar de Ensino”, atualmente é parte integrante do plano de ensino da disciplina e busca reformar ou construir algo que tenha utilidade. As atividades propostas pela disciplina técnica tiveram sentido e significado para os alunos.

Além dos ensinamentos da disciplina de Fabricação Mecânica, trabalhamos muitos cálculos matemáticos e refletimos sobre gastos do dinheiro público, sobre o cuidado e a conservação do patrimônio público. Então nós fomos além da prática pela prática. E os alunos gostaram de trabalhar a disciplina de modo reflexivo.

Profº Nilson Alves da Silva

As disciplinas técnicas na educação profissional não precisam seguir uma série metódica e repetitiva sem sentido e sem funcionalidade. Precisamos desenvolver a consciência crítica, humanizadora, ética e reflexiva em qualquer disciplina, em qualquer atividade que fazemos.

Profº Elias Dantas

Os professores Nilson e Elias escreveram um livro, intitulado Educação Profissional: um Experimento de Proposta Metodológica no Ensino Médio Integrado. Traz todo o embasamento teórico da prática pedagógica desenvolvida por eles, além de explicar todo o projeto da reforma das carteiras escolares, do experimento de uma proposta metodológica diferente no ensino médio integrado e relatos dos alunos. Os professores e alunos desejam que outros campi se apropriem da experiência para também desenvolverem algo do tipo.

Fizemos junto com os alunos o experimento da obra!

Profº Elias Dantas, referindo-se ao artigo escrito por Jarbas Novelino Barato que propõe um modo de desenvolver atividades de educação profissional mais próximo do saber do trabalho que a pedagogia das competências.

BARATO, Jarbas Novelino. Conhecimento, trabalho e obra: uma proposta metodológica para a educação profissional. Rio de Janeiro: Boletim Técnico Senac, v. 34, n.3, set./dez. 2008.

No ensino fundamental o princípio do trabalho não aparece de maneira explícita. Já no ensino médio os alunos precisam entender os mecanismos que caracterizam o processo de trabalho, onde, de certo modo, determina a forma como a sociedade se organiza, assim como a escola inserida na sociedade. Surge então a importância da politecnia, que segundo Saviani ( 2003) significa compreender o funcionamento do trabalho específico sem perder a visão da totalidade social e histórica no qual está inserido, integrando diferentes saberes. O trabalho como princípio educativo!

SAVIANI, Dermeval. O choque teórico da politecnia. In: Educação, trabalho e saúde. Rio de Janeiro: EPSJV, n.1, v.1, p. 131-152, 2003.

Um ensino médio que promova a formação geral dos sujeitos, articulando as dimensões teóricas e práticas do ensino e possibilitando aos jovens apropriarem-se de seus contextos sociais para serem capazes de transformá-los.

I Salão de Artes Visuais

Venham demonstrar seus talentos e suas produções artísticas!

Participem! Inscrevam-se! É gratuito!

O NAC (Núcleo de Arte e Cultura) do Ifes campus Cachoeiro juntamente com os alunos do 4º ano do ensino médio integrado ao técnico em Informática, convidam para participar do I Salão de Artes Visuais do campus a ser realizado em outubro de 2019. É aberto a toda comunidade interna e externa e tem como objetivos:

  • estimular a produção e a pesquisa artística em arte moderna e contemporânea;
  • divulgar a produção dos artistas da comunidade interna do campus e também da comunidade externa;
  • contribuir para a democratização, circulação, registro e acesso à arte e a cultura em nossa região

Cada artista poderá inscrever até duas obras, desde que em modalidades diferentes. Serão aceitas obras de caráter clássico, moderno e contemporâneo nas modalidades de: pintura, modelagem, escultura, desenho, arte com papel, fotografia.

Mais detalhes e inscrição no link: https://forms.gle/aHqVF7jdYmryKNEe6

Poesia, prosa e café

O conteúdo Romantismo, da disciplina Língua Portuguesa e Literatura ministrada pelo professor Roberto Carlos Farias de Oliveira, teve como fechamento uma “poética e saborosa” produção curricular.

O professor e os alunos do 3º ano de Eletro declamaram poesias, letra de hinos, apresentaram texto sobre romantismo.

Os alunos apresentaram também o resumo das histórias que eles criaram, no estilo próprio do Romantismo.

Ainda teve a participação do cantor e escritor Gilberto Garcia apresentando seu livro e canções românticas do ilustre Roberto Carlos.